01_Assinatura-01_SITE.jpg
C
otidiano

Acate viabilizou acesso à crédito para 94 empresas de tecnologia

Com os recursos de Fundo Garantidor, empresas do setor em Santa Catarina conseguem alavancar financiamentos de até R$ 9 milhões

Foto: DIVULGAÇÃO/ACATE

Até o fim do mês de maio, 94 empresas tiveram suas solicitações de linhas de crédito aprovadas utilizando como garantia um fundo criado pela Associação Catarinense de Tecnologia (Acate). Com os recursos do Fundo Garantidor da Acate (FGA), os empresários do setor conseguem alavancar empréstimos de até R$ 9 milhões.

De acordo com o presidente da entidade, Iomani Engelmann Gomes, as empresas da área de tecnologia encontram muitas dificuldades para conseguir crédito, pois muitas vezes não conseguem comprovar que tem os recursos necessários para honrar seus compromissos.

"Diferente de outros setores, o setor de tecnologia não tem ativos, não tem maquinário, infraestrutura, para colocar como garantia num empréstimo, então muitas vezes a falta dessa garantia inviabiliza a tomada de crédito. Em média, as linhas de crédito pedem garantias de 20% a 25% do valor dos financiamentos", ressaltou.

Para conseguir acesso ao FGA as empresas precisam cumprir uma série de requisitos, como ter atuação empresarial por pelo menos 12 meses e ser associado da Acate por no mínimo seis meses. O Fundo é aportado com recursos da Associação e de sociedades garantidoras de crédito, e conta com apoio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e do Sebrae/SC.


Demanda alta

Apesar da crise causada pelo Coronavírus afetar uma parcela importante do setor de tecnologia, algumas empresas estão vivendo a situação inversa. Com mudanças nas relações pessoais e profissionais, alguns empresários registram uma alta em sua demanda, e por isso precisam das linhas de crédito para garantir capital de giro e realizar investimentos.

"O nosso setor sempre tem uma demanda, independente do momento em que estamos vivendo, inclusive com alguns setores tendo uma demanda superior ao planejado. Tem o aumento da demanda de coisas já conhecidas, como é o caso do comércio eletrônico e da logística, e de outros setores como os ligados à área da saúde", destacou Gomes.

14319673464250.png
Jornal O Indaialense
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855