01_Assinatura-01_SITE.jpg
C
otidiano

Formação continuada na Educação de Indaial

Aproximadamente 1.030 servidores da rede municipal de ensino participaram de momentos de estudo e planejamento para aprimorar a prática docente

Foto: PMI

INDAIAL - De 20 a 31 de janeiro, 1.030 profissionais que atuam na rede municipal de ensino de Indaial, tanto do Ensino Fundamental quanto da Educação Infantil, participaram de momentos de estudos, planejamentos e formações continuadas para aprimorar a prática docente e preparar-se no ano letivo que começou nesta segunda, dia 3. 

Para o secretário de Educação, Jairo Gebien, foram duas semanas de muitos conhecimentos compartilhados, interações e reflexões sobre a prática docente e diversos aspectos que impactam na aprendizagem dos estudantes. "Qualificar a formação continuada é garantir sucesso no desenvolvimento e aprendizagem de nossas crianças e adolescentes. Todas as formações foram pensadas e alinhadas à proposta pedagógica da nossa rede de ensino, inclusive um dos temas discutidos e com grande ênfase é a inclusão, como aceitar e garantir aprendizagem para alunos com necessidades especiais", destaca.

No Ensino Fundamental, as oficinas e palestras promovidas contemplaram professores do 1º ao 5º ano, 6º ao 9º ano, Salas de Apoio Pedagógico, Salas de Atendimento Educacional Especializado, Informática Pedagógica, Educação Especial, História, Geografia, Ensino Religioso, Matemática, Ciências, Arte, Música, Língua Portuguesa, Inglês e Educação Física, além de agentes de biblioteca, orientadores, pedagogos, supervisores, auxiliares de direção, secretários escolares, diretores e equipe multidisciplinar.

Os profissionais, conforme a sua área de atuação, participaram das oficinas de: "Tecnologias na educação: metodologias ativas aplicadas ao contexto pedagógico" com Luiz Alessandro da Silva; "Possibilidades na inclusão do aluno com TEA (Transtorno do Espectro Autista)" com Ronan Adinael Pinheiro; "O componente curricular Língua Portuguesa e Matemática na PCI: Linhas Estruturantes" com Cleide Sopelsa e Janaína Poffo Possamai; "Avaliação" com Blaise Keniel da Cruz Duarte; "Robótica Educacional" com Joacir Cuco; "Planejamento inclusivo: a flexibilização do currículo" com Ronan Adinael Pinheiro; "A identidade do professor na modernidade" com Mônica Baruffi; "O desenvolvimento de práticas educativas tendo como referência a PCI" com Daniela Tomio; "Metodologias Ativas" com Marcel Hugo; "Por uma questão de Educação: a leitura de nossa escola" com Cleber Fabiano da Silva; "Letramentos como orientadores do processo educativo nos anos iniciais" e "Resolução de problemas no ensino da Matemática" com Cleide Sopelsa e Janaína Poffo Possamai.

Na oficina "Vale Muito Cuidar", os profissionais conheceram e vivenciaram o trabalho realizado sobre educação ambiental e valorização dos resíduos sólidos que acontece no Parque Girassol, local onde está o aterro sanitário do Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí, que Indaial integra.

Também aconteceram oficinas de "PCI: Práticas Interdisciplinares", abrangendo as áreas de História, Geografia e Ensino Religioso com Karina Dal Pont; Matemática com Juliano Antônio de Souza; Ciências com Tamily Roedel; Arte e Música com Tiago Pereira; Língua Portuguesa e Inglês com Cyntia Bailer e Educação Física com Marcos Antônio Fari Junior.

Nas palestras foram trabalhados os temas: "Como promover a aprendizagem e melhorar o desempenho escolar" com Regina Emiko Shudo; "Quem somos neste processo educacional?" com Mônica Baruffi; "A infância e a adolescência e as questões da atualidade" com Silvia Peres Moraes da Silva. Ainda, em "A vida como valor maior", o professor Eduardo Meneghelli Junior, conhecido por Eduardo Torto, relatou sua emocionante trajetória de vida, fez o público rir e chorar e despertou a sensibilidade para os desafios da inclusão social. Outro momento marcante foi a palestra "Autismo e os gatilhos da superação" com Marcos Petry, escritor e produtor de conteúdo no canal Diário de um Autista, o qual relatou suas vivências, experiências e como interage com o mundo.

Ainda durante o período de formação continuada os profissionais participaram de atividades internas na escola, como a de "Plano de Fuga", e de formação sobre o Projeto Político-Pedagógico.

Já na Educação Infantil, as atividades concentraram-se em palestras e ações voltadas ao estudo e planejamento dentro da própria unidade, contemplando diretores, auxiliares de direção, secretários escolares, pedagogos, professores de Educação Infantil - 1, 2, 3, 4 e 5 anos, professores de hora atividade, professores de Educação Física na Educação Infantil, auxiliares de creche - 1, 2 e 3 anos e agentes educacionais.

Nos grupos de estudo e planejamento foram trabalhados assuntos como Projeto Político-Pedagógico, atribuições das funções, regimento interno, registro e avaliação, relações interpessoais, Google Drive e espaços de aprendizagem, assim como a atividade Plano de Fuga. Os encontros ainda serviram para organizar o calendário das unidades, como Festas da Família, Mostra de Trabalhos, entrega das avaliações, projetos institucionais e Parada Pedagógica.

As palestras abrangeram os temas: "Planejamento e rotinas" com Julice Dias; "Musicalização" com Tiago Pereira; "Consciência fonológica" com Nadia Quintino e Shirlley Lueders; "Inclusão" com Rosangela Kittel; "Primeiros Socorros" com Bombeiros Voluntários; "Educação Nutricional" com Andressa Nascimento e Jesley Lechinhoski; "Saúde e Segurança do Profissional" com a médica, Kenia Karine de Sousa Almeida, e o educador de trânsito, Willian Gonzaga Dias.

Outra importante presença foi a da professora Regina Shudo, pedagoga e especialista em Educação Infantil, que trouxe o tema "Como promover a aprendizagem e melhorar o desempenho escolar", discorrendo sobre os fatores que influenciam na aprendizagem dos alunos e expondo a importância de metodologias participativas e o envolvimento das famílias no cotidiano escolar de seus filhos.

Também palestraram Marcos Petry, sobre "Autismo e os gatilhos da superação"; Cleber Fabiano sobre a importância do papel do professor como mediador para desenvolver o hábito e o gosto pela leitura; e Mônica Baruffi para os secretários escolares, discorrendo o tema "Quem somos neste processo educacional?".

Cerca de 1.030 profissionais também estão recebendo novos cadernos da Secretaria de Educação para utilizar nas formações e planejamento.

Imagens

14319673464250.png
Jornal O Indaialense
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855