C
otidiano

Servidores públicos permanecem em estado de greve

17 Maio 2018 10:57:29

Nova rodada de negociação salarial entre Executivo e Sinserpi está marcada para o dia 21 de maio

Foto: Sinserpi/Divulgação

INDAIAL - Os servidores públicos de Indaial e o Executivo municipal ainda não chegaram a um consenso acerca do reajuste salarial para a classe. Na noite de terça-feira, dia 15, os servidores estiveram reunidos na Câmara de Vereadores para deliberar sobre as negociações com o Executivo. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Indaial (Sinserpi), Ivo Schnaider, a decisão foi a de continuar com as negociações.

Segundo o secretário de Administração e Finanças, Silvio César da Silva, por conta da necessidade de geração da folha de pagamento do mês de maio, houve um acordo entre as partes para encaminhar à Câmara a aprovação do reajuste de 3%, entretanto as negociações continuam em aberto, inclusive com reunião agendada para o dia 21 de maio.

Schnaider destaca que o objetivo é de que mais 2% de aumento real sejam acrescidos, totalizando 5% no total. "O prefeito André Moser se comprometeu em continuar as negociações para aplicação de um índice de aumento real que amenize as perdas salariais dos servidores. Assim como, pela majoração entre R$ 21,00 e R$ 25,00 para o vale-alimentação, cujo período aquisitivo será no mês de junho", informa. Até que haja avanço nas negociações, os servidores permanecem em estado de greve.

Os servidores solicitaram também a apresentação do impacto da folha de pagamento da Prefeitura, englobando o investimento com os servidores efetivos, profissionais admitidos em caráter temporário, gratificados e comissionados. "O objetivo é a verificação e comparação do índice prudencial da folha e valorização do servidor".

Outros temas também foram debatidos durante a assembleia, como a licença para tratamento de pessoa da família e o prêmio assiduidade. "O entendimento é de que o pagamento mensal é mais adequado, porém, será necessário definir critérios claros para sua concessão".

Administração municipal 

Silva explica que o reajuste apresentado pelo Executivo foi calculado com base no INPC de janeiro de 2017 a abril de 2018 (2,8%) mais 0,2% de acréscimo, totalizando como proposta 3% de reajuste. A proposta do Executivo foi encaminhada para a Câmara de Vereadores no dia 11 de maio. A 1ª votação ocorreu no dia 14 de maio, obtendo aprovação por unanimidade, e a 2ª votação será nessa quinta-feira, dia 17. "Existe a restrição de fluxo de caixa bem como a restrição da Lei de Responsabilidade Fiscal em relação aos gastos com a folha salarial. Ressalta-se, contudo, que não há perdas salariais em relação ao período inflacionário". Para encerrar, ele reforça que a mesa de negociações se reunirá na segunda-feira, dia 21.



14319673464250.png
Jornal O Indaialense
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855