01_Assinatura-01_SITE.jpg

CRMV/SC alerta para câncer de mama em pets

Foto: Divulgação

Neste Outubro Rosa, quando as atenções estão direcionadas à prevenção do câncer de mama entre as mulheres, o Conselho Regional de Medicina Veterinária de Santa Catarina (CRMV-SC) faz um alerta sobre a incidência da doença nos animais. Segundo o IBGE, o Brasil é o segundo país em quantidade de animais de estimação, são mais cães e gatos do que crianças em seus lares.



O médico veterinário e conselheiro do CRMV-SC, Luiz Afonso Erthal, que há 20 anos atua na área clínica e cirúrgica em oncologia ressalta que a prevenção por meio de consultas periódicas é essencial, pelo menos duas vezes ao ano.

"Deixar o animal cruzar ou ter uma ou mais gestações, ao contrário do que muitos pensam, não previne o câncer de mama. Uma dica é sempre apalpar a barriga de seu animal e observar as mamas. Caso note qualquer alteração ou nódulo, procure imediatamente um profissional", afirma. Se o animal for diagnosticado com o câncer, o oncologista veterinário indicará uma das técnicas de tratamento como cirurgia, quimioterapia, criocirurgia, explica.

Entre os principais sintomas de câncer de mama em animais os principais são inchaço, caroços na região das mamas ou próximo a elas, dores, presença de secreções e feridas. Ao observar a presença de algum desses sintomas, leve seu animal para uma avaliação de um médico veterinário o quanto antes, já que o diagnóstico precoce é muito importante.


Castração previne?

Em cadelas com propensão ao desenvolvimento de neoplasias, de todos os tumores possíveis, a probabilidade da ocorrência do câncer de mama fica entre 45% e 50%. É o que afirma o médico veterinário Andrigo Barboza de Nardi.

Já a ocorrência de câncer de mama nas gatas é diferente, sendo o terceiro de maior prevalência, atrás de linfomas e carcinomas de células escamosas (câncer de pele). "A probabilidade da incidência do câncer de mama em gatas com propensão à neoplasia fica entre 20% e 30%", diz Andrigo.

Segundo ele, a literatura cita e na prática ele já comprovou que a castração precoce é uma das formas de prevenir os tumores de mama. Antes, se preconizava a castração antes do primeiro cio. Agora a orientação mudou, pois trabalhos publicados nos últimos cinco anos, descrevem consequências indesejadas relacionadas com a castração precoce, como tendência à incontinência urinária na fase adulta, alterações comportamentais e favorecimento à obesidade.

Em cadelas de grande porte e gigantes podem ocorrer até alterações de desenvolvimento ósseo. "Por esses motivos, temos indicado a castração entre o primeiro e segundo cio" orienta o professor.


Números

- Com base no IBGE, o Brasil já é o segundo país em quantidade de animais de estimação. Os números de 2018 indicam a presença de 139,3 milhões desses animais. São 54,2 milhões de cães, 39,8 milhões de aves, 23,9 milhões de gatos, 19,1 milhões de peixes e 2,3 milhões de outras espécies (répteis, anfíbios e pequenos mamíferos). O Brasil já tem mais cães e gatos do que crianças em seus lares, segundo o IBGE.

- A cadeia produtiva brasileira ligada à área (Cadeia Pet) também já é a segunda maior do mundo no ranking de faturamento com produtos e serviços (perde apenas para os Estados Unidos). São os segmentos Pet Food, Pet Care, Pet Vet, comércio, serviços técnicos e criatórios.


*Com informações RCN

Jornal O Indaialense
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855