E
conomia

Lista na mão

Deixou a compra do material escolar para última hora?

01 Fevereiro 2018 15:36:16

Pais buscam alternativas para gastar menos, confira as dicas de quem já foi às compras

Greici Siezemel
Foto: Greici Siezemel

INDAIAL - Cadernos, mochilas, canetas. Os itens são muitos e faltando poucos dias para as aulas voltarem, muitos pais e filhos estão indo às compras dos materiais escolares. Para economizar nessa tarefa, toda dica é bem-vinda e o Procon de Indaial orienta que é importante conscientizar o próprio aluno (criança) sobre a necessidade de utilização dos produtos até o fim de sua vida útil. Fazer a famosa pesquisa de preços é fundamental e levar a listinha junto pode ajudar e evitar que materiais desnecessários sejam adquiridos. "Eu trago minha listinha junto e fico calculando no celular para ver quanto vai dar", conta a estudante Carla Noeli.

A Eliane foi com seus com seus quatro filhos comprar os materiais, cada um deles estava com sua listinha na mão. "O que eles têm do ano passado a gente vai riscando na lista, compramos realmente só o que precisa. Eu ensino meus filhos a economizar e reaproveitar o material que sobrou do ano passado. Isso gera uma economia muito grande", destaca Eliane Edith Roeder Bolduan.

Não deixar para a última hora também é importante. A Elisa Catia Dalpiaz Heimann foi cedo às compras com sua filha, para deixar tudo pronto. Ela garante que deu para economizar remanejando o que a filha já tinha do ano anterior. "Reaproveitamos algumas coisas do ano passado, fizemos uma reciclagem do que ainda estava bom para ser utilizado e outros itens pesquisamos um pouco no mercado e compramos onde estava mais em conta", revela. Quem também pesquisou bastante foi a estudante Larissa. "Eu vou pesquisando e comprando onde for mais barato, mesmo que seja em lugares diferentes. Um pouco em cada loja", ensina.

Dê olho nas exigências 

Conforme a Lei nº 9870/99, é proibida a inclusão de itens de uso coletivo nas listas fornecidas pelas escolas. Materiais como papel higiênico, copos e pratos descartáveis, canetas para quadro branco, não podem ser cobrados pela escola. Os custos desses itens já são diluídos na mensalidade cobrada pela instituição de ensino.

A escola não pode cobrar dos pais determinada marca de material em sua lista, esse é um direito de escolha do consumidor. Também é vedada à instituição de ensino a prática de determinar um local de compra dos materiais. A única exceção para esses casos será quando a escola utilizar apostilas como material didático. Nesse caso, é permitida tal exigência de local de compra por parte da instituição.


14319673464250.png
Jornal O Indaialense
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855