E
conomia

Economia

'Desafios da Indústria Catarinense' é tema da abertura da Semana da Indústria no Vale do Itajaí

24 Maio 2018 14:59:57

Primeiro vice-presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, analisou números e apontou perspectivas para o cenário no país

Foto: Divulgação
Primeiro vice-presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar

Teve início na noite de segunda-feira, dia 21, em Blumenau, a "Semana da Indústria". O evento, que celebra o Dia da Indústria, comemorado na próxima sexta-feira (25), reuniu autoridades e convidados no Centro Empresarial de Blumenau (CEB-SC).

Organizada pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), a programação trouxe na abertura a palestra sobre "Os Desafios da Indústria Catarinense", com o primeiro vice-presidente, Mário Cezar de Aguiar.

Ronaldo Baumgarten Jr., vice-presidente da FIESC para o Vale do Itajaí, abriu o evento. Na sequência, foi realizada palestra sobre os Desafios da Indústria, com análises e perspectivas do cenário da região do Vale do Itajaí por Mário Cezar de Aguiar, que se disse confiante na retomada de empregos no país e destacou os resultados positivos do Estado, especialmente na geração de empregos no Vale do Itajaí, que foi a região que mais cresceu, com 18 mil postos de trabalho. 

Em relação aos indicadores, Aguiar enalteceu em sua fala a necessidade de investimento no setor. Citou a projeção de crescimento do PIB, que é de 3,51% para indústria e 2,32% para comércio e serviços, resultando em uma projeção geral de crescimento de 2,70%. Contudo, o primeiro vice-presidente da FIESC reconhece que mais do que Santa Catarina estar bem, é necessário que todo o país esteja em crescimento, já que o mercado interino é em grande parte destino da produção das indústrias catarinenses. "As perspectivas de crescimento para o setor são boas, mas também devemos enfrentar muitos outros desafios, que não dependem apenas da indústria ou de nosso Estado", afirmou.

Para cobertura do déficit de empregos em geral, ainda é necessário que se criem, em 2018, mais 62 mil novas vagas. O primeiro vice-presidente citou também as dificuldades e indefinição de investimentos em ano eleitoral. No entanto, ele ressalva que o quadro de produção e vendas apresenta-se positivo, a exemplo do Índice de Confiança do Industrial. Segundo Mario Cezar de Aguiar, este indicador chega à casa dos 53 pontos, acima, portanto, do Índice de Confiança do Consumidor, que marca 50 pontos.

Outro desafio citado foi o da produtividade. Santa Catarina ocupa a 18º posição no ranking nacional nesse quesito, o que, segundo Aguiar, representa "um descompasso em relação aos indicadores econômicos". Ele destacou ainda que 97.5% das indústrias nacionais são pequenas e micro empresas, segmentos que têm produtividade ainda relativamente muito baixa, se comparada à de grandes corporações. "Nossa produtividade também é influenciada pela alta burocracia e carga tributária brasileira", afirmou.

A Semana da Indústria ainda continua até amanhã com eventos especiais e palestras no SENAI, SESI e IEL de Blumenau e da região do Vale do Itajaí.



14319673464250.png
Jornal O Indaialense
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855