N
otícias

Parlamento Jovem

Bases sólidas para uma mudança cultural

17 Maio 2018 11:06:45

Vereadores jovens conhecem a Apae de Indaial e vivenciam na prática a inclusão social

INDAIAL - A inclusão social ainda é um desafio prático enfrentado pela sociedade. Os dizeres publicados em leis e diretrizes poucas vezes se traduzem nas experiências reais. Contudo, aos poucos, isso está mudando, sobretudo por meio da difusão do conhecimento. Um exemplo disso é o Parlamento Jovem da Câmara de Indaial.

Duas vezes ao mês, o vereador jovem Gabriel Felipe da Silva participa das reuniões do Parlamento Jovem. O fato de Gabriel ter um cromossomo a mais não o impede de participar do programa, tampouco de desempenhar as mesmas atividades dos outros vereadores jovens: conhecer o papel da política na sociedade, pedir melhorias para sua escola ou fazer discursos sobre temas de destaque.

Um dos temas trabalhados com estes jovens representantes indaialenses é a inclusão social e direitos de todas as pessoas com deficiência. O contato com Gabriel em todas as sessões já produz uma grande troca de experiência e conhecimentos, mas, na última sessão do Parlamento, foi a vez dos demais vereadores jovens conhecerem a escola e a rotina do colega Gabriel.

Contato este proporcionado pela visita à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Indaial. "Fiquei maravilhada em saber como os professores trabalham e achei muito interessante a forma como a escola é estruturada, cada pedacinho da escola é utilizado com muita sabedoria, são salas especializadas para cada situação", ressaltou a vereadora jovem Maria Luiza Tanaka Cordeiro.

Segundo a diretora do Parlamento Jovem, Maria Helena Theissa, a visita à Apae teve o objetivo de fazer com que os vereadores jovens vivenciassem o cotidiano daqueles estudantes, as atividades que desenvolvem e a forma como aprendem. "Lá, puderam perceber as diferenças entre as escolas e também que eles aprendem a ler, a pintar, a falar e, principalmente, nos ensinam a amar sem preconceito", finaliza.

Prevenção de Deficiências é tema de concurso de desenho 

INDAIAL - Conscientizar alunos das redes regulares de ensino municipal, estadual e particular sobre as deficiências e os meios de preveni-las, além de estimulá-los a se expressarem através do desenho, é o principal objetivo do concurso organizado pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

A coordenadora do projeto e neuropsicóloga, Marisa de Fátima Mariano, explica que anualmente a escola promove ações de prevenção de deficiências no município de Indaial. Neste ano, além de ações nas áreas da Saúde, Assistência Social e Educação, foi lançado o concurso de desenho envolvendo alunos dos sextos, sétimos e oitavos anos do Ensino Fundamental.

Segundo as pedagogas Orentina e Inez, organizadoras do concurso, serão premiados o 1º, 2º e 3° colocados com um tablet cada. Já entre os professores orientadores, será sorteada uma cesta com produtos diversos. A solenidade de premiação e o sorteio entre os professores ocorrerá no dia 7 de agosto, às 20h, na Fundação Indaialense de Cultura (FIC).

Os desenhos premiados e também os selecionados por cada escola, ficarão expostos na FIC de 7 a 28 de agosto, em comemoração ao Agosto Laranja, mês de conscientização. Para a diretora da Apae, Flaviane Agostini, essa inovação contribuirá para ampliar a conscientização da população com relação à prevenção das deficiências.



14319673464250.png
Jornal O Indaialense
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855